28/05/2021

.

O Contas a Pagar é um dos controles financeiros essencial a uma Organização, pois é o suporte para o desenvolvimento das atividades e, por isso, é a parte das finanças que mais requer atenção. É a partir dele que a estrutura se mantém. Já imaginou a consequência se a conta de energia elétrica não for paga? Uma organização inteira pode parar.

Diante disso, o Gestor Financeiro tem um papel fundamental no gerenciamento do Setor, sendo o responsável pela organização e controle das contas a serem pagas e tem como obrigação levá-las à ponta do lápis, pois uma falha pode ser “fatal” para a empresa. Esse controle pode ser feito de várias formas e, na prática, é simples: pode se realizar no papel, na agenda, numa planilha em Excel e num sistema financeiro. Apesar desse misto de controles simples, necessita-se de atenção especial.

Dentro de uma empresa há pessoas que são responsáveis pelos registros e controles das informações, por isso se faz necessário profissionais capacitados, treinados e que conheçam a área financeira. A evolução da informação e tecnologia, reflete, também, nas práticas financeiras, exigindo que os profissionais aprimorem seus conhecimentos e habilidades.

A partir desse cenário, o Contas a Pagar tem como finalidade o controle de pagamentos mensais, oriundos de toda a operação e, por conseguinte a manutenção de uma instituição. Essa área deve ser estruturada e gerenciada com o propósito de levar informações aos administradores para auxiliar a tomada de decisão, temos algumas informações que são extraídas do setor e podem munir a alta gestão para uma decisão mais assertiva, como os seguintes dados que, bem estruturados, fazem toda a diferença para a alta gestão:

  • Totais a pagar, seguindo datas de vencimento, sejam por dia, semana, quinzena, mês, etc.
  • Controle de compromissos atrasados, se for o caso;
  • Dados para acepção de prioridade de pagamento;
  • Informações para o fechamento do Fluxo de Caixa;
  • Levantamento de Indicadores, como: prazo médio de pagamentos e variações das despesas;
  • Identificação de melhorias e adequações no fluxo financeiro, proporcionando planejamento e organização;
  • Relatórios das principais despesas, sejam por tipo, classificação contábil, valores, etc.

Com essa área em ordem, evita-se estresse e surpresas inesperadas. Um controle eficiente pode antecipar um impacto desagradável no lucro da empresa, pois o aumento de despesas tem consequência direta no resultado do negócio. Para se ter o acompanhamento e planejamento desejado, deve atualizar-se diariamente. O controle é essencial, pois é de extrema funcionalidade dentro de uma organização.

Levando em consideração todas essas informações, cada organização pode adequar o seu modelo de Gestão do Contas a Pagar, contudo não pode deixá-lo de lado. É fundamental que se façam os lançamentos e pagamentos de forma correta, cumprindo os prazos, negociando se for o caso, fazendo adaptações no fluxo financeiro. Sendo assim, a análise bem-feita, seja semanal, quinzenal ou mensal, com toda a certeza dará suporte e manutenção à organização, torando a funcionalidade do seu negócio mais segura.

Autora: Daniela Kajevski Bordin - área Financeira da Vieira Melo & Lionello.

Entre em contato conosco

Solicite maiores informações

Preencha nosso formulário e entraremos em contato em breve

Como podemos ajudar você?